Sempre é bom destacar que o uso do voucher é uma das formas mais práticas de pagamento para muitas empresas.  Por isso, o taxista deve estar preparado para aceitar essa forma de pagamento, que exige que o profissional vá até a central receber pela corrida.

O ideal é que o motorista confira o voucher no exato momento em que recebê-lo do cliente. Qualquer dado que estiver faltando deve ser preenchido, como quilometragem, data e hora.

Lembre-se de que existem casos em que o cliente não preenche nem o próprio nome. Por isso, a atenção é sempre fundamental para evitar transtornos.